Artrose no Joelho
Artrose no joelho
30 de junho de 2020
Contratação do cuidador de idosos
Cuidador de idosos: o que devo considerar na contratação desse profissional?
30 de junho de 2020
Exibir tudo

Qualidade de vida para o idoso

Qualidade de vida para idosos

Enquanto não se descobre a fonte da juventude, o processo de envelhecimento é natural e inevitável, mas a qualidade de vida e a independência dos idosos podem e devem ser estimulados através do incentivo a prática de exercícios direcionados e específicos.

 

Leia também: Fisioterapia para idosos  / Exercícios para idosos

 

Processo de envelhecimento

Quando envelhecemos, principalmente a partir dos 50 anos, a diminuição da força, da flexibilidade e da massa muscular é bastante acentuada e é uma das mais conhecidas manifestações do envelhecimento.

 

Flexibilidade do idoso

Por isso e por muitos outros motivos, deve-se iniciar o quanto antes a prática de exercícios físicos, principalmente os exercícios de força como a musculação personalizada e exercícios aeróbios, como caminhadas, natação, etc.

O treinamento de força em especial, pode beneficiar pessoas com idade avançada (de  80 a 90 anos) promovendo assim uma maior independência e conforto para esses indivíduos, pois a força muscular perdida pode ser recuperada, melhorando bastante a qualidade de vida.

 

Exercícios regulares

Pessoas de mais idade que praticam exercícios regulares em longo prazo conseguem ser de 10 a 20 anos mais jovens, no que diz respeito a sua idade biológica, do que sedentários da mesma idade.

Mãos a obra, pois nunca é tarde para se iniciar ou mesmo recomeçar um trabalho.    

 

 

Fisioterapia cardiorrespiratória

Há mais de um ano, o Lago Sul conta com um projeto social de fisioterapia cardiorrespiratória para idosos, no Posto de Saúde  da QI 23.

Todas as quartas-feiras de manhã, a fisioterapeuta Rita Dienstmann coordena uma turma de mais de 70 pessoa, com exercícios físicos, respiratórios, caminhadas, brincadeiras e dança.

“Todos se divertem com as atividades cardiorrespiratórias, fazem novos amigos e cuidam da saúde”, diz a responsável pelo programa. 

Segundo Rita, a idéia nasceu de sua tese de mestrado na Universidade Federal de Santa Maria (RS). A autora do programa levou três anos para elaborar o projeto. “Quem lida com idoso deve se preocupar com a respiração e o coração. Se  a pessoa idosa tem um pulmão forte e um coração sadio, tem qualidade de vida”, explica.

Admiradores do programa não faltam. Dona Rosa Bugarin, 69 anos, professora aposentada, freqüenta o grupo há cerca de um ano e diz que sua vida melhorou muito.

“Estou feliz, pois fiz os exames e recebi excelência em capacidade cardiorrespiratória”, conta.

Ela atribui o sucesso de seu exame aos exercícios que realizou no programa de Rita.

“Esse projeto merece todos os aplausos, incentivos, patrocínios, pois leva qualidade de vida ao idoso.”, frisa Rosa. 

De acordo com Rosa, hoje o Brasil tem uma população idosa considerável.

“Antigamente o Brasil era um país jovem, mas isso mudou. Hoje as pessoas estão envelhecendo com qualidade e vivendo mais graças a programas como este desenvolvido pela fisioterapeuta Rita ”, diz.  

 

Leia ainda: Auxílio ao idosoCuidadores de idosos para casos de artrite e artrose  

Compartilhamos notícia veiculada no Jornal do Lago 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *